Saúde mental: quando pedir ajuda?

Avatar

Por Kipp Saúde

26 de janeiro de 2022

Saúde Mental

Avatar

Por Kipp Saúde

26 de janeiro de 2022

Em tempos de pandemia prolongada, vivemos um momento de crise sanitária, econômica e política em escala global. Tudo isso torna urgente a criação de uma cultura de saúde mental em meio a todas as relações humanas.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a pandemia interrompeu serviços essenciais de saúde mental em 93% dos países. No Brasil, de acordo com o instituto FSB Pesquisa, 62% das brasileiras e 43% dos brasileiros afirmam que a saúde emocional piorou ou piorou muito durante a pandemia.

Frente a esse cenário, que tal aproveitar o começo do ano para se inspirar a pensar sobre os sentidos e os propósitos das suas existências individuais e coletivas? Aqui vão algumas dicas para melhorar sua saúde mental:

5 dicas para você aproveitar a simbologia da “folha em branco”

Conecte-se com outras pessoas

Os bons relacionamentos são importantes para seu bem-estar. Eles permitem:

  • Construir sentimento de pertencimento e autoestima
  • Compartilhar experiências positivas
  • Dar ou receber apoio emocional

Há muitas coisas que você pode fazer para ajudar a construir relacionamentos mais fortes e próximos.

  • Se possível, reserve uma parte de cada dia para estar com sua família. Se você mora com outros familiares, por exemplo, defina um horário para jantar juntos. Se mora sozinho, reserve quinze minutos para telefonar a um familiar todos os dias.
  • Almoce com um colega de trabalho.
  • Visite um amigo ou membro da família que precisa de ajuda ou companhia.
  • Aproveite ao máximo a tecnologia para manter-se em contato com amigos e família.

Mantenha-se fisicamente ativo

Estar ativo não apenas é bom para sua saúde física e aparência, mas também promove o bem-estar psicológico porque melhora a autoestima, ajuda a determinar metas e atingi-las e libera substâncias químicas que agem no cérebro melhorando o humor.

Aprenda algo novo

Pesquisas mostram que aprender algo novo melhora o bem-estar psicológico porque aumenta a autoconfiança e a autoestima, ajuda a trazer a sensação de propósito e promove interação social.

  • Cozinhe algo diferente (que tal implementar a “segunda-feira sem carne”? Além de aprender a cozinhar pratos novos e mais saudáveis você ajuda a cuidar do planeta!
  • Experimente assumir uma nova responsabilidade no trabalho, como ser mentor de uma pessoa mais nova ou estudar para melhorar suas apresentações de powerpoint.
  • Trabalhe em algum projeto “faça você mesmo”, como consertar uma bicicleta velha, construir um móvel de madeira. Há muitos tutoriais online sobre diversos tipos tarefas.
  • Procure inscrever-se em algum curso. Pode ser aprender um novo idioma ou habilidade útil para seu dia a dia, como manutenção de algum equipamento que use bastante.
  • Experimente novos hobbies desafiadores: escrever em um blog, um novo esporte, instrumento ou aprender a pintar.

Doe-se aos outros

Pesquisas sugerem que ajudar e fazer gentilezas para outras pessoas traz sentimentos positivos e sensação de recompensa. Qualquer atitude positiva vale: desde pequenos atos de gentileza a grandes atos como fazer um trabalho voluntário em sua comunidade. Agradecer a alguém por algo que fez a você, perguntar ativamente como estão as pessoas e ouvir sua resposta já é uma grande coisa!

Pratique a atenção plena

É fácil passar um ou vários dias seguidos vivendo “dentro de nossas cabeças”, perdidos entre compromissos e preocupações, sem parar para prestar atenção no tempo presente.

Observar mais os próprios sentimentos e o ambiente em geral ode ajudar a melhorar o bem-estar, porque auxilia no autoconhecimento e permite que se aproveite mais o mundo à sua volta. Essa prática é conhecida por alguns como “mindfulness” e pode ser praticada por qualquer pessoa no dia a dia. Quer saber como?

  • Preste atenção na rotina: mesmo quando estamos entre nossas tarefas do dia a dia, podemos nos atentar mais às sensações que nos surgem: o sabor da comida, o vento passando pelo nosso corpo enquanto caminhamos, o brilho das cores de uma árvore à luz da manhã. Isso pode parecer bobo, mas interromper o piloto automático pode nos trazer novas perspectivas na vida.
  • Pratique com regularidade: você pode eleger um momento do dia para praticar a atenção plena – pode ser na hora do trajeto para o trabalho ou enquanto caminha para o almoço.
  • Experimente algo novo. Experimentar uma mudança de comportamento – como escolher uma mesa diferente na hora do almoço pode ajudar a prestar atenção ao seu redor.
  • Nomeie seus sentimentos e pensamentos. Para aumentar sua consciência sobre si mesmo algumas pessoas acham útil nomeá-los silenciosamente. “Este pensamento de medo de ser reprovado na prova está aqui de novo. Isso é ansiedade.”
  • Liberte-se do passado e do futuro. O ressentimento sobre o passado e a preocupação com o futuro são os pensamentos que normalmente ocupam nossas mentes e nos impedem de estar presentes de maneira plena. Procurar livrar-se desses pensamentos é um bom caminho para experimentar dias com mais bem estar.

Além de praticar a atenção plena no dia a dia, existem meditações de atenção plena ou “mindfulness”. Elas envolvem sentar-se de maneira confortável e silenciosa e prestar atenção aos pensamentos, sons, sensações e respiração. Além das meditações de atenção plena, o yoga e o tai-chi ajudam no exercício da atenção à respiração.

Afinal, quando procurar ajuda?

Não espere que aquele sentimento de incapacidade surja para você buscar apoio médico!

Alguns sinais para você ficar atento são:

  • Você se sente para baixo, deprimido ou sem esperança.
  • Você tem sentido menos prazer em fazer as coisas.
  • Dificuldade para dormir.
  • Sente-se frequentemente cansado e sem energia.
  • Tem comido de mais ou perdeu o apetite.
  • Tem sentido dificuldade de concentração em tarefas simples, como ler um jornal ou ver televisão.



Quer saber sobre a Kipp? Conheça nossas redes sociais.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentário enviado para a moderação.

Por favor aguarde!