Como vão os olhinhos das crianças?

Por Kipp Saúde

3 de setembro de 2021

Mundo Kipp

Por Kipp Saúde

3 de setembro de 2021

Os olhos das crianças têm o poder de iluminar nossas vidas. E eles devem estar sempre muito bem cuidados. Mas, quando será necessário se preocupar com a visão dos pequenos? Quais sinais são possíveis de identificar para saber se há algo errado? Quais os distúrbios visuais mais comuns?

Visão na primeira infância

Para cuidar da visão das crianças, logo após o nascimento, ainda na maternidade, são feitos testes obrigatórios que já conseguem rastrear doenças congênitas que irão detectar se será necessário algum acompanhamento específico.

Após isso, os pequenos seguem crescendo, se desenvolvendo e descobrindo o mundo ao despertar os seus olhares para tudo quanto é possível aprender.

Para as crianças assintomáticas (ou seja, sem sintomas), entre os 3 e os 5 anos deve-se marcar uma consulta com oftalmologista para repetir os exames feitos e mais alguns, a fim de fazer o rastreamento dos distúrbios visuais mais comuns nessa fase.

É importante levar a criança para a consulta, pois nessa idade ela já colabora suficientemente para os exames, mas ainda pode não saber expressar para seus responsáveis em casa as dificuldades que sente para enxergar os objetos.

Os distúrbios visuais mais comuns

Segundo o Conselho Brasileiro de Oftalmologia, cerca de 250 mil crianças entre 5 e 15 anos que vivem no Brasil têm algum problema para enxergar.

A OMS estima que entre 60% e 80% desses problemas são tratáveis e até mesmo evitáveis. E a maioria dessas dificuldades só é percebida após o início da vida escolar, quando já causa algum prejuízo na qualidade de vida das crianças.

Os distúrbios visuais mais comuns são a miopia, a hipermetropia e o astigmatismo.

Qualidade de vida por meio do cuidado

O Conselho Brasileiro de Oftalmologia aponta também que cerca de metade dos 1,4 milhão de casos de cegueira em crianças com menos 15 anos no mundo poderia ter sido evitada.

Muitos deles são de ambliopia, condição que pode causar a perda da visão e é ocasionada quando o olho que funciona “menos” passa a ser ignorado pelo cérebro para não atrapalhar o outro. O tratamento deve ser feito idealmente antes dos 8 anos, quando a visão está mais próxima da maturidade.

Por isso, é importante fazer a consulta de rastreamento para verificar a condição visual das crianças.

Covid-19 e os problemas visuais

Com o estabelecimento da pandemia, em 2020, muitas crianças aumentaram seu tempo diante das telas e reduziram as horas ao ar livre, o que é mais prejudicial para a saúde de seus olhinhos.

Segundo estudo publicado no renomado periódico The Lancet, a pandemia da Covid-19 aumentou em 40% a progressão da miopia em crianças e adolescentes e a falta de luz solar é a grande responsável por isso.

Nós preparamos um material completo no qual você consegue se informar sobre os sinais mais importantes de que a criança possa estar com algum problema na visão, além de explicar com detalhes os distúrbios visuais mais frequentes nos pequenos.

Baixe o e-book [Eu vejo bem com os meus olhinhos] e saiba mais sobre como cuidar dos olhos de quem mudou a sua visão de mundo.

Nós nos importamos com a qualidade de vida de toda a sua família e estamos sempre disponíveis para orientar você rumo à vida mais saudável.

Você acredita que precisa de um oftalmologista? Fale com a sua Ekipp de Saúde.

Quer saber mais sobre Proteção Solar? Preparamos um e-book especial sobre esse assunto para você baixar e acessar quando e onde quiser.

 

BAIXAR E-BOOK



Quer saber sobre a Kipp? Conheça nossas redes sociais.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentário enviado para a moderação.

Por favor aguarde!